UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/01/2010 - 19h54

Wall Street fecha em alta graças ao setor da saúde

A Bolsa de Nova York fechou em leve alta nesta terça-feira, graças principalmente ao setor da saúde: o Dow Jones ganhou 1,09% e o Nasdaq 1,42%.

Segundo os números definitivos do fechamento, o Dow Jones Industrial Average ganhou 115,78 pontos, fechando a 10.725,43 pontos, e o Nasdaq subiu 32,41 pontos, fechando com 2.320,40 unidades.

Já o índice ampliado Standard & Poor's 500 ganhou 1,25% (+14,20 pontos), encerrando com 1.150,23.

Na volta de um fim de semana prolongado pelo feriado de segunda-feira nos Estados Unidos, o mercado compensou as perdas de sexta-feira. O Dow Jones e o S&P 500 atingiram seus melhores níveis dos últimos 15 meses, e o Nasdaq dos últimos 16.

"Os resultados publicados foram razoáveis, o setor tecnológico disparou após o recuo de sexta e muitas pessoas reinjetaram liquidez no mercado", explicou Anthony Conroy, do BNY Convergex Group.

O mercado foi impulsionado pelo setor da saúde. As seguradoras Humana (+7,07%, a 51,94 dólares), Aetna (+4,15%, a 32,66 dólares) e Citna (+2,93%, a 37,92 dólares) subiram, seguidas pelos grandes nomes do setor farmacêutico: Merck (+2,91%, a 40,62 dólares), Pfizer (+2,62%, a 20,00 dólares) e Johnson and Johnson (+1,22%, a 65,35 dólares).

O mercado acompanhou com atenção a eleição senatorial no estado de Massachusetts (nordeste dos EUA), decisiva para as reformas promovidas pelo presidente Barack Obama, entre elas a da saúde. O candidato republicano Scott Brown é o favorito das pesquisas. Se ele vencer, os democratas perderão a maioria qualificada no Senado.

O mercado das obrigações recuou. O rendimento do bônus do Tesouro a 10 anos subiu para 3,707%, contra 3,676% na sexta-feira, e o a 30 anos fechou com 4,598%, contra 4,575% na sexta-feira.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host