UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

30/01/2010 - 13h17

Presidente da Toyota se desculpa após recall de milhões de automóveis

O presidente da Toyota, Akio Toyoda, pediu desculpas neste sábado a seus clientes depois do recall de milhões de veículos devido a um defeito de fabricação, que deixou em xeque a reputação de confiável da montadora japonesa.

"Sentimos muitíssimo por termos provocado essa desagradável situação aos clientes", declarou Akio Toyoda, entrevistado pela televisão japonesa NHK.

"Atualmente estamos examinando a situação e nos preparamos para dar uma explicação para acalmar as inquietações de nossos clientes o quanto antes", acrescentou o presidente do grupo japonês, que se manifestou pela primeira vez depois do anúncio de recall nos Estados Unidos no dia 21 de janeiro.

Na sexta-feira, a Toyota contabilizou que até 1,8 milhões de veículos serão retirados das ruas na Europa, chegando a quase 8 milhões o número mundial, mais que suas vendas do ano de 2009, que chegaram a 7,8 milhões de veículos.

Esta crise é um batismo de fogo para Akio Toyoda, que há menos de um ano assumiu a direção do grupo fundado por seu avô Kiichiro Toyoda há 70 anos.

Relativamente jovem - tem 53 anos - em comparação com outros grandes chefes de empresas japonesas, ele ganhou a responsabilidade de dirigir o grupo em meio à crise econômica, e agora deve enfrentar problemas de segurança que mancham a reputação de confiabilidade da marca.

Logo após a Toyota desbancar a General Motors do primeiro lugar de vendas em 2008, este grave acontecimento faz os analistas pensarem que a Toyota sacrificou sua importante reputação de qualidade em função do primeiro lugar.

"A maneira como a Toyota enfrentou o problema mostra que a companhia, que mostra um excesso de confiança em si mesma, se deixou levar após superar a General Motors", falou o leitor Ashi em um editorial publicado neste sábado.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host