UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/02/2010 - 11h39

Toyota anuncia recall de mais de 400.000 veículos híbridos

A Toyota anunciou nesta terça-feira o recall em todo o mundo de 437.000 veículos híbridos por uma falha no sistema de freios, o que agrava a crise da grande montadora japonesa, que já se vira obrigada a mandar para as fábricas milhões de carros por problemas no pedal do acelerador.

O anúncio desta terça é particularmente doloroso para a Toyota, que construiu uma estratégia com base nos veículos híbridos, equipados com um motor que funciona a combustível e outro elétrico, e apresentados como "respeitosos ao meio ambiente".

Após o anúncio, o presidente da Toyota, Akio Toyoda, afirmou em uma entrevista coletiva em Tóquio que a empresa fará todo o possível para recuperar a confiança dos clientes.

Toyoda, que preside o grupo fundado por seu avô, anunciou ainda que viajará aos Estados Unidos para explicar o recall de milhões de veículos afetados por problemas técnicos.

"Lamento muito as inquietações e os problemas que criamos a respeito da segurança e da qualidade", declarou Toyoda.

Os veículos envolvidos são, principalmente, os Prius de terceira geração, fabricados no Japão e comercializados desde o ano passado.

Quase 200.000 Prius serão afetados pelo recall no Japão e 133.000 nos Estados Unidos, além de outros milhares no restante do mundo.

"Os motoristas podem sentir a ausência ou retraso da freagem em consequência de uma falha no programa de controle do sistema de freio antibloqueio", afirma a Toyota em um documento entregue às autoridades japonesas.

A falha foi solucionada nas fábricas em janeiro. Os Prius que precisam de conserto são aqueles vendidos antes desta data.

O problema envolve ainda milhares de modelos Lexus HS250h e SAI, que terão as vendas interrompidas no Japão até o fim de fevereiro ou início de março.

A medida se aplica também ao Prius PHV (uma versão do Prius pouco vendida, cuja bateria pode ser carregada em uma tomada comum).

O Prius, cujo primeiro modelo foi lançado em 1997, é o veículo híbrido mais popular do mundo, com 1,5 milhão de unidades vendidas em 40 países até agosto do ano passado.

Dono de uma reputação de "carro ecológico", foi adotado por muitas celebridades de Hollywood, como Leonardo DiCaprio, Brad Pitt, Cameron Diaz e Susan Sarandon, assim como o príncipe Charles da Inglaterra.

Os veículos híbridos são o pilar da atual estratégia de desenvolvimento da Toyota, que tem com meta vender mais de um milhão de carros deste tipo por ano.

O presidente da Toyota foi criticado publicamente pelo ministro japonês dos Transporte, Seiji Maehara, pela reação lenta.

"Gostaria que se colocasse ao lado dos motoristas. Gostaria de ver medidas mais rápidas de sua parte, ao invés de afirmar simplesmente que não se tratava de u, problema técnico grave", disse Maehara a Toyoda diante da imprensa à margem de uma reunião ministerial.

O caso do Prius se soma ao dos problemas que afetam o pedal do acelerador de vários modelos, uma falha que provocou o recall de mais de oito milhões de veículos em todo o mundo desde setembro.

A Toyota também teve que interromper durante uma semana a produção e as vendas na América do Norte de oito modelos afetados.

A empresa anunciou também um recall de 7.300 modelos Camry nos Estados Unidos em consequência de um problema n sistema de direção hidráulica que afeta os freios.

A produção foi retomada esta semana, mas a Toyota enfrenta várias ações na justiça dos Estados Unidos e Canadá por motoristas que acusam a empresa de ter escondido a existência da falha no pedal de aceleração de seus veículos.

O presidente da Toyota nos Estados Unidos, Jim Lentz, admitiu na segunda-feira que a montadora conhecia os problemas desde 2007, mas que não conseguiu identificar a causa, e negou qualquer acobertamento.

Depois da Fitch e da Standard & Poor's, a agência de classificação financeira Moody's ameaçou nesta terça-feira rebaixar a nota da dívida da Toyota.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host