UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/02/2010 - 12h20

Jornalista iraquiano da Reuters libertado pelos EUA depois de um ano e meio

Um fotógrafo da Reuters foi libertado nesta quarta-feira pelo exército americano depois de 18 meses de prisão sem ser indiciado, informou a agência britânica de notícias em Bagdá.

Segundo a Reuters, Ibrahim Jassam Mohammed, um fotógrafo free-lance de 33 anos, foi detido em setembro de 2008 pelas forças americanas e iraquianas em Mahmudiya, 30 km ao sul de Bagdá.

O jornalista afirmou à AFP que o exército americano o libertou pela manhã em Fallujah, 60 km de Bagdá.

"Estou muito contente", assinalou Jassam, que assegurou ter estado preso em Camp Bucca, um centro de detenção americano no sul do Iraque, e depois em Camp Cropper, perto do aeroporto de Bagdá.

Segundo a Reuters, o exército americano acreditava que o fotógrafo representava uma ameaça para a segrança, embora jamais tenha formulado nenhuma acusação contra ele nos 18 meses em que foi mantido preso.

Vários jornalistas trabalhando para meios de comunicação estrangeiros, incluindo a AFP, foram detidos nos últimos anos pelo el exército americano sem que nenhuma acusação fosse feita ou explicação fosse dada.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host