UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 11h20

Grécia não pediu apoio financeiro aos europeus

A Grécia não chegou a pedir qualquer apoio financeiro para acertar seu monumental déficit público, durante a cúpula em Bruxelas com seus sócios europeus, informou o presidente da União Europeia (UE), Herman Van Rompuy.

Os 27 chefes de Estado e Governo do bloco se encontravam reunidos em uma cúpula informal para buscar a forma de ajudar a Grécia a sair da crise, que colocou em perigo a estabilidade da Zona Euro e suscitou a desconfiança dos mercados.

Van Rompuy quis enviar uma mensagem tranquilizadora ao afirmar que os 16 países que integrama a Eurozona tomarão em caso de necessidade medidas determinadas e coordenadas para preservar a estabilidade financeira.

Ao mesmo tempo, pediu à Grécia que faça todo o possível e, inclusive, empreenda ações extras para reduzir seu déficit de quatro pontos percentuais em 2010 em relação aos 12,7% do PIB com que teoricamente fechou 2009.

Anteriormente, Van Rompuy anunciou nesta quinta-feira, antes do início da reunião, que um acordo foi concluído para ajudar a Grécia a enfrentar a crise orçamentária.

"Agora vamos a Solvay", completou, a respeito do edifício que receberá o encontro de chefes de Estado e de Governo da UE.

O belga fez a declaração ao fim de uma reunião com o primeiro-ministro grego, Georges Papandreou, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, e a chanceler alemã, Angela Merkel, entre outras autoridades europeias.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host