UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 10h50

Renault tem prejuízo bilionário; empresa prevê 2010 difícil

A montadora francesa Renault teve um prejuízo de 3,125 bilhões de euros (US$ 4,3 bilhões) em 2009, anunciou o diretor-executivo da empresa, o brasileiro Carlos Ghosn, que previu mais um ano difícil para a indústria de automóveis.


O grupo, parte da aliança Renault-Nissan e proprietária de várias marcas, registrou uma queda de 10,8% no faturamento, a 33,712 bilhões de euros, mas viu uma alta das vendas no último trimestre do ano.

Em 2008, a Renault teve lucro líquido de 571 milhões de euros.

Ghosn afirmou que a empresa aumentou sua participação no mercado e teve fluxo de caixa positivo, apesar da crise financeira global, mas admitiu que espera mais dificuldades no futuro para a vital participação da Renault no mercado europeu.

"As condições econômicas vão permanecer difíceis em 2010, com uma queda de 10% no mercado europeu", declarou o brasileiro à imprensa. "Nós coninuamos com nosso trabalho de construir a Renault do período pós-crise, com o objetivo de avançar nas vendas na Europa", acrescentou.

Ele prometeu ainda o lançamento de seis novos modelos e carros com emissão zero em 2011.

A Renault também pretende fortalecer sua posição nas economias emergentes e aumentar a cooperação com a parceira global japonesa Nissan. A montadora cortou custos em 17% durante 2009 e quase metade de suas perdas vieram das subsidiárias.

 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host