UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/03/2010 - 18h19

Sanções do Brasil por subsídios ao algodão 'decepcionam' EUA

Os Estados Unidos manifestaram nesta segunda-feira sua "decepção" com a decisão do Brasil de aumentar as taxas de importação sobre cerca de 100 produtos norte-americanos, em resposta ao subsídios concedidos por Washington ao algodão.

Segundo Nefeterious McPherson, porta-voz do gabinete do Representante Comercial (USTR), "estamos decepcionados com o anúncio das autoridades do Brasil sobre medidas contra o comércio americano na disputa envolvendo o algodão junto à Organização Mundial do Comércio (OMC)".

McPherson destacou que o governo de Barack Obama "trabalha para encontrar uma solução sem a necessidade de que o Brasil recorra a estas medidas". "Continuamos preferindo uma solução negociada".

O governo brasileiro publicou hoje a lista de produtos com os quais pretende retaliar os Estados Unidos por até 591 milhões de dólares.

A lista traz, principalmente, produtos de luxo, como cosméticos, eletrodomésticos e veículos.

Na semana passada, o chanceler Celso Amorim informou que a retaliação teria início em abril, abrindo uma janela para tentar resolver o tema por meio de negociação.

O Brasil foi autorizado em dezembro passado pela OMC a aplicar medidas compensatórias contra os Estados Unidos por 830 milhões de dólares ao ano devido aos subsídios americanos à produção de algodão.

O secretário americano do Comércio, Gary Locke, visitará Brasília nesta terça-feira, confirmou a embaixada dos Estados Unidos à AFP.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host