UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/03/2010 - 18h46

Lockhart (Fed) teme repercussão de crise grega nos EUA

A crise grega pode "afetar diretamente a economia dos Estados Unidos", estimou Dennis Lockhart, presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano) de Atlanta, nesta segunda-feira.

"Vejo três caminhos pelos quais a crise grega poderia afetar diretamente a economia dos Estados Unidos", afirmou Lockhart em um discurso pronunciado em Naples (Flórida).

"Primeiramente, se os países membros da União Europeia tiverem que prever ajustes a problemas de ordem orçamentária, isso poderá limitar o crescimento da zona euro e as exportações americanas até essa região", advertiu Lockhart, lembrando que a UE é a primeira compradora de produtos americanos.

"Segundo, se a crise provocar movimentos de refúgio para capitais no dólar em detrimento ao euro, a valorização da moeda americana que poderá ocorrer" pode "afetar a competitividade das exportações americanas".

"O terceiro ponto é a possibilidade de que a crise orçamentária grega provoque um grande choque nos mercados financeiros. Isso poderá se refletir no sistema bancário ou sob a forma de um movimento de retirada generalizada (dos investimentos) do mercado de dívida dos Estados Unidos", explicou.

Lockhart é o primeiro dirigente do Fed que expressa abertamente temores tão fortes sobre a situação financeira da Grécia.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host