UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/03/2010 - 16h24

Lula inaugura maior gasoduto interno do Brasil, que liga Sudeste ao Nordeste

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva inaugurou nesta sexta-feira em Itabuna, na Bahia, o Gasene, maior gasoduto interno do Brasil, que liga o Estado do Rio de Janeiro ao da Bahia.

Segundo o presidente Lula, a obra, que permite o transporte de gás para o Nordeste, "significa mais um degrau na conquista da independência do Nordeste brasileiro", já que dá à região a "oportunidade (de desenvolvimento) que o Sul e o Sudeste do país já tiveram".

Antes do início do evento, enquanto Lula posava com os trabalhadores do gasoduto para fotos, agricultores e índios realizavam manifestações com cartazes e faixas na entrada do parque de exposições onde ocorreu a inauguração.

A cerimônia contou também com a presença da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma RoussefF, pré-candidata do governo à sucessão de Lula na Presidência do Brasil, e do presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, além de dirigentes da empresa chinesa Sinopec, que participou da construção do novo gasoduto.

Lula inaugurou o último dos três trechos do Gasene, de 954 km, que liga os terminais de Cacimbas e Catu.

Os trechos Cabiúnas-Vitória (303 km) e Vitória-Cacimbas (130 km), em funcionamento desde 2008, completam a estrutura. O gasoduto faz parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e pode transportar até 20 milhões de metros cúbicos de gás por dia, triplicando a quantidade que chega ao Nordeste, que hoje utiliza 9,8 milhões de metros cúbicos diários.

O aumento da oferta de gás tem como objetivo atrair empresas, que buscam locais para crescer com segurança energética, dinamizar as matrizes de energia e diminuir a dependência da região.

Para se ter uma ideia do crescimento esperado, o gasoduto já começa com três contratos de fornecimento de gás assinados por meio da distribuidora local Bahiagás, entre eles um com a companhia suíça alimentícia Nestlé.

O Gasene será abastecido com o combustível proveniente da Bacia de Santos, da Bacia de Campos, do Estado do Espírito Santo e da Bolívia.

O presidente Lula afirmou que a escolha da chinesa Sinopec como parceira da Petrobras na construção do gasoduto é "importante para o país estreitar os laços com a China através de sociedades estratégicas". E acrescentou que já havia, inclusive, estudos e um trabalho avançado com um banco japonês para financiar a obra, mas que, em 2004, através de uma votação entre os ministros "a China ganhou do Japão por 4 a 2".

O Gasene tem 1347 km de extensão e sua construção foi orçada em 8,8 bilhões de reais, gerando 47 mil empregos diretos e indiretos. É o maior gasoduto já construído no país desde a inauguração do Gasoduto Bolívia-Brasil (Gasbol), que possui 3.150 km, 2.593 deles em terras brasileiras, segundo dados da Petrobras.

De 2003 até hoje, os gasodutos do país quase dobraram de tamanho. Em 2003 eram 5.451 quilômetros e, até o fim de 2010, o número chega aos 9.219. O valor de todo esse investimento é de 29,6 bilhões, e ainda serão lançados este ano o Gasbel II, que amplia o fornecimento do combustível ao estado de Minas Gerais, e o Pilar-Ipojuca, que se estende do estado de Alagoas até um terminal próximo ao estado do Recife, entre outros investimentos.

Atualmente, o Brasil produz, de acordo com a demanda, entre 29 e 30 milhões de metros cúbicos por dia. E utiliza, sem contar o consumo termelétrico e o gás de que se serve a Petrobras, 35,6 milhões de metros cúbidos diariamente, de acordo com uma média do mês de fevereiro de 2010.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host