UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

31/03/2010 - 17h37

América Latina consegue suprir demanda de energia (Opep)

A demanda de energia registra um "importante crescimento" em países da América Latina e do Caribe, mas a região não tem problemas para satisfazer esse volume, informou nesta quarta-feira o ministro equatoriano Germánico Pinto, atual presidente rotativo da Opep.

"Há países que têm processos importantes de crescimento da demanda", disse Pinto, ministro de Recursos Naturais não Renováveis do Equador, em uma teleconferência a partir de Quito aos assistentes do 12º Fórum Mundial de Energia, que terminou nesta quarta-feira em Cancún, no México.

Pinto afirmou que um aumento da utilização de energia latino-americana e caribenha não representa uma pressão significativa para os produtores.

"A pressão da demanda de energia que pode ocorrer na América Latina pode ser satisfeita com a atual oferta de petróleo", garantiu.

Equador e Venezuela são os únicos países da América Latina que integram a Opep.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host