UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/04/2010 - 17h20

FMI e Argentina estudam missão técnica para dados econômicos

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estuda com a Argentina o envio de uma missão técnica a esse país para colaborar com o Instituto Nacional de Estatística e Censos (Indec), acusado no passado de manipular cifras, informou neste sábado um diretor do órgão.

"Pelo próprio interesse das autoridades (argentinas) de ir melhorando a qualidade de suas estatísticas, nos aproximamos e ficamos disponíveis para realizar missões de assistência técnica", informou o diretor do FMI para a América Latina, Nicolás Eyzaguirre, em coletiva de imprensa.

Eyzaguirre afirmou que o FMI manteve conversas a esse respeito com o ministro argentino da Economia, Amado Boudou, que se encontra em Washington para participar neste fim de semana das reuniões de primavera do Fundo e do Banco Mundial (BM).

"Houve avanços alentadores" nessas reuniões, declarou Eyzaguirre, segundo quem tem sido abordada a possibilidade de o FMI ajudar o Indec a ampliar a medição da inflação da capital, Buenos Aires, ao resto do país.

O Indec esteve no centro de uma polêmica depois de denúncias de analistas e órgãos de defesa dos consumidores que afirmam que havia manipulação de dados.

Eyzaguirre disse que o FMI colocou "nas notas de nossas publicações que há estimativas privadas sobre o IPC (índice de preços) e sobre o PIB que diferem das estimativas públicas".

Mesmo assim, o diretor da entidade multilateral disse que "seria muito bom" se a Argentina permitir a retomada das visitas de avaliação do FMI, interrompidas desde que em 2006 o país sul-americano rompeu com a entidade ao cancelar em um só pagamento uma dívida de 9,5 bilhões de dólares.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host