UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/04/2010 - 11h51

Portugal sofre com greve nos transportes

Funcionários de 16 empresas de transporte público se encontrava em greve nesta terça-feira, dia 27, em Portugal, para protestar contra a política de austeridade salarial do governo socialista que se comprometeu em reduzir o grande déficit público do país, orçado em 9,4% do PIB em 2009.

Os trabalhadores das empresas de ônibus urbanos ficarão em greve durante todo o dia, unindo-se aos condutores de trem. Desde segunda-feira, os condutores mantêm uma paralisação prevista até a quarta-feira e exigem aumento salarial.

Muitas pessoas tiveram de usar seus carros e, durante toda a manhã, a circulação de veículos ficou complicada em Lisboa. Segundo a imprensa local, o transporte fluvial foi suspenso durante a hora de rush, o que agravou a situação.

Os grevistas protestam contra o congelamento de quatro anos dos salários dos funcionários. A medida faz parte do programa de estabilidade e crescimento do governo socialista de José Sócrates, previsto para o período entre 2010 e 2013. Ao término desse prazo, o executivo quer colocar o déficit público em 2,8% do PIB. Em 2009, essa cifra atingiu 9,4%, e para este ano, a meta é reduzir até 8,3%.

Os sindicatos dos Correios também convocarão uma greve nacional hoje, protestando contra o congelamento e a ampliação do plano de privatizações anunciado pelo governo, que abrangerá, inclusive, os serviços postais.

Até 2013, o Estado quer privatizar total ou parcialmente 17 empresas e espera ganhar com isso 6 milhões de euros - 1,2 milhão apenas neste ano.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host