UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

02/05/2010 - 13h10

Obama brinca sobre índices de aprovação, em jantar com correspondentes

O presidente americano, Barack Obama, brincou sobre seus índices de popularidade, durante jantar anual com correspondentes estrangeiros da Casa Branca.

"Faz quase um ano desde que falei aqui pela última vez. Houve muitos altos e baixos, exceto pelos meus índices de aprovação, que apenas desceram", disse Obama.

Ele também brincou com os conservadores, que insistem em afirmar que o presidente, nascido no Havaí, não é nativo dos Estados Unidos.

"Mas isso é política. Isso não me chateia. Por outro lado, eu gostei de saber que meus índices de aprovação ainda estão muito altos em meu país de origem".

Ainda sobre seus adversários, o presidente ironizou John McCain, eleito senador pelo estado do Arizona, onde foi aprovada uma polêmica lei contra imigrantes ilegais.

"John McCain disse que não se identifica com um franco-atirador. Mas todos nós sabemos o que se passa no Arizona quando a gente não tem uma carteira de identidade. Adios, amigo!".

O presidente também falou sobre o prêmio Nobel da Paz conquistado em 2009.

"Tive meu lote de decepções no ano passado", afirmou, acrescentando: "Eu queria o Nobel de Física. Mas não se pode ganhar tudo".

Obama desloca-se neste domingo para o estado da Louisiana, atingindo por mancha negra provocada pelo naufrágio de uma plataforma de petróleo no Golfo do México.

O jantar black tie é uma oportunidade para os jornalistas que trabalham em Washington encontrarem-se com a elite do showbiz e do mundo dos negócios.

Algumas das estrelas de Hollywood convidadas para o jantar, realizado no Hotel Hilton de Washington, foram Michael Douglas, Steven Spielberg e o jovem cantor Justin Bieber.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host