UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/05/2010 - 14h01

Ryanair multada por não ajudar passageiros após cancelamento de voos

ROMA, Itália, 15 Mai 2010 (AFP) -A companhia irlandesa de baixo custo Ryanair foi condenada a pagar três milhões de euros de multas por ter violado em 178 casos as obrigações legais de assistência a passageiros no caso de cancelamento de um voo, anunciou neste sábado a Organização Italiana da Aviação Civil (ENAC).

"Após as investigações, a ENAC condenou a companhia irlandesa Ryanair a multas por um total de três milhões de euros por violação, em 178 casos, das obrigações de assistência aos passageiros previstas pela lei em caso de cancelamento de um voo", afirma um comunicado da ENAC.

As 178 violações foram cometidas entre 17 e 22 de abril, período em que centenas de voos foram cancelados por causa da nuvem de cinzas vulcânicas procedentes da Islândia.

A ENAC critica em particular a Ryanair por não ter cumprido as obrigações com os passageiros bloqueados no aeroporto romano de Ciampino, já que não ofereceu alimentação nem hospedagem, como está previsto na lei.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host