UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/05/2010 - 13h42

BP pagará US$ 500 milhões para estudo sobre o impacto da maré negra

Londres, Reino Unido, 24 Mai 2010 (AFP) -O grupo petroleiro britânico BP pagará 500 milhões de dólares a um programa de investigação sobre o impacto causado ao meio ambiente pelo vazamento de petróleo de sua plataforma no Golfo do México.

"A BP comprometeu-se a fazer todo o possível para reduzir o impacto deste trágico incidente sobre as pessoas e o meio ambiente da costa do Golfo do México", declarou o conselheiro delegado da empresa, Tony Hayward, em um comunicado enviado à bolsa de Londres.

"Temos que empreender todos os esforços para entender esse impacto. Isso será importante no processo de restauração, e na melhora da capacidade de resposta da indústria para o futuro", acrescentou.

Cerca de 5.000 barris de petróleo estão vazando diariamente no mar desde 20 de abril, quando aconteceu a explosão e posterior afundamento de uma plataforma da BP a uns 80 km do litoral sul do Estado de Louisiana. Especialistas, no entanto, acreditam que o tamanho real do vazamento seja de dez vezes maior.

O programa, que terá 10 anos de duração, será dirigido por um "comitê consultivo independente" que se encarregará da distribuição dos fundos e contará com a participação de biólogos marinhos e oceanógrafos.

"A primeira parte do programa consiste em obter e analisar amostras e avaliar impactos imediatos", declarou Christopher d'Elia, decano da Faculdade de Costas e Meio Ambiente, precisando que dessas primeiras conclusões sairão outras linhas de investigação.

O gigante petroleiro afirmou, em sua última estimativa divulgada nesta segunda, que na semana passada recuperou entre 1.360 e 3.000 barris diários, e reiterou que está estudando diferentes opções para selar o poço danificado.

Os esforços para tentar frear o vazamento teve até o momento um custo de 760 milhões de dólares para a BP.

A companhia também lançou uma intensa campanha publicitária para tentar recuperar a credibilidade perdida.

Uma página inteira intitulada "Resposta ao vazamento de petróleo no Golfo do México. O que estamos fazendo. Como conseguir mais informação" foi paga para aparecer na edição de domingo do New York Times e do Wall Street Journal.

Dessa maneira, a British Petroleum tenta convencer os americanos que está fazendo de tudo para evitar que a maré negra alcance o litoral da Louisiana.

"A BP assumiu a inteira responsabilidade da gestão do vazamento. Estamos determinados a fazer tudo que podemos para minimizar o impacto. Trataremos de todas as demandas legítimas", afirma a companhia em suas publicidades.

A propaganda também pode ser vista na mídia eletrônica.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host