UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/05/2010 - 18h02

Wall Street fecha em forte alta, tranquilizada pela China

NOVA YORK, 27 Mai 2010 (AFP) -A Bolsa de Nova York recuperou-se vigorosamente nesta quinta-feira, impulsionada pela China, que anunciou que continuará investindo na Europa para aumentar suas reservas internacionais. O Dow Jones subiu 2,85% e o Nasdaq, 3,73%.

"É uma boa retomada, o gosto pelo risco voltou ao mercado", comentou Peter Cardillo, da Avalon Partners.

Segundo dados definitivos de fechamento, o Dow Jones Industrial Average, que tinha fechado na véspera abaixo dos 10.000 pontos pela primeira vez em três meses, recuperou 284,54 pontos, para 10.258,99 pontos.

A bolsa eletrônica Nasdaq ganhou 81,80 pontos, para 2.277,68 pontos, e o índice ampliado Standard & Poor's 500 teve avanço de 3,29% (35,11 pontos), para 1.103,06 pontos.

Os índices de Wall Street tinham caído na quarta-feira no final do pregão, como reação às informações divulgadas pelo Financial Times, segundo as quais a China - que detém as maiores reservas de moedas do mundo - estava preocupada com a perda de valor de seus portfolios de títulos em euros.

Mas as autoridades chinesas qualificaram essas informações de "totalmente infundadas", o que "fez recuperar os mercados no mundo inteiro", disse Peter Cardillo.

"O mercado recupera-se depois das últimas cinco semanas" nas quais perdeu cerca de 10%, explicou Hugh Johnson, da Johnson Illington Advisors.

A recuperação "é em parte técnica, porque chegou a pisos importantes. É também porque a maioria dos investidores chegou à conclusão de que, apesar da importância do que ocorre na Europa, isso não impedirá a recuperação da economia americana", completou.

Nos Estados Unidos, os indicadores do dia foram bastante decepcionantes.

O crescimento no primeiro trimestre foi revisado para baixo, a 3% em ritmo anual, quando os economistas esperavam uma revisão para cima. Por outro lado, o número de novos desempregados caiu menos que o previsto na semana passada.

O mercado de títulos públicos teve queda. O rendimento dos papéis do Tesouro de 10 anos subiu para 3,338% contra 3,218% na noite de quarta-feira, e os títulos de 30 anos foram a 4,239% contra 4,115%. O rendimento das obrigações evolui no sentido oposto a seus preços.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host