UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

28/05/2010 - 14h48

Empresas preparam tablets para concorrerem com o iPad

PARIS, 28 Mai 2010 (AFP) -Com o seu iPad, a gigante da informática Apple conseguiu uma longa dianteira no mercado dos tablets (computadores portáteis), mas seus concorrentes preparam suas respostas, mesmo se a batalha já estiver parecendo perdida.

Em 2010, 12 milhões de tablets devem ser vendidos no mundo inteiro, segundo a empresa Gartner, e 7,6 milhões, de acordo com a IDC. O Instituto GFK, menos otimista, estima 4 milhões.

"A Apple venderá a maior parte", acredita Carolina Milanesi, analista da Gartner.

"A líder e referência neste mercado será a Apple, como é o iPhone, hoje em dia, para o mercado de telefones celulares", corroborou Stéphane Dubreuil, da empresa Sia Conseil.

Mas a Apple vem "confrontando todos os fabricantes de informática", é evidente que eles "vão anunciar seus tablets" também, destacou.

"É impensável agora para uma empresa de tecnologia deixar passar essa tendência" já que, "se o iPad é um sucesso, todos verão as vendas de computadores portáteis cair", acrescentou Dubreuil.

A americana Dell já anunciou o lançamento no início de junho da sua versão na Grã-Bretanha e neste verão nos Estados Unidos, batizada Streak, funcionando com o sistema Android desenvolvido pela Google.

Menor que o tablet da Apple - 12,5 cm de diagonal contra 24,25 cm - o Streak ainda será dotado, diferentemente do iPad, de um aparelho de fotos, do programa de animação Flash da Adobe e suportará videoconferências e chamadas telefônicas.

A sul-coreana Samsung deverá, também, lançar seu aparelho no segundo semestre de 2010.

A americana HP, número um dos computadores portáteis, deve igualmente concorrer nesse mercado. Ela irá optar por um sistema operacional webOS da fabricante de telefonia móvel Palm, que acaba de comprar, a fim de "se diferenciar dos outros modelos", explicou Milanesi.

Outros anúncios são esperados no salão Computex, que ocorre entre os dias 1º e 5 de junho em Taipei (Taiwan), como a da fabricante tailandesa Asus que deve oficializar o lançamento do seu tablet PC Eee Pad.

Por sua vez, a francesa Archos, presente no mercado dos tablets desde o fim de 2008, lançou em meados de maio um novo modelo funcionando com o Android. Suas capacidades de armazenamento são menores que as do iPad, oferecendo uma versão econômica do tablet: Archos 7 Home Tablet é vendido por entre 149 e 179 euros, contra 499 e 799 do líder de mercado.

Segundo o site especializado CNET, a Archos lançará ainda, durante o verão, seis novos modelos, uma informação ainda não confirmada pelo grupo.

"Fabricar um tablet é muito simples. O que é mais complicado é decidir que tipo de programas utilizar para dar melhor experiência tátil, como criar conteúdo... Se não, seria apenas um laptop em formato de tablet", analisou Milanesi.

Além do design e "o conforto" de seu tablet, "a força da Apple está na sua App'Store", loja virtual que oferece cerca de 200 mil aplicativos, destacou Dubreuil.

De fato, "em um primeiro momento, será difícil concorrer com o iPad", estimou. Ainda é provável que a "Apple inove" e que baixe seus preços "assim que suas vendas estagnarem".

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host