UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/06/2010 - 13h38

Fannie Mae e Freddie Mac se retiram da cotação na bolsa

NOVA YORK, 16 Jun 2010 (AFP) -As financeiras hipotecárias americanas Fannie Mae e Freddie Mac, que nos últimos anos acumularam perdas apesar da ajuda federal, anunciaram nesta quarta-feira, em separado, que se retiram da cotação na bolsa.

Ambas as entidades disseram que receberam a ordem de tomar essa medida da autoridade reguladora da bolsa, a Agência Federal de Financiamento Imobiliário (FHFA).

Fannie Mae havia sido advertida na terça-feira pela Bolsa de Nova York (NYSE) de que não cumpria a exigência de cotação mínima de sua ação, de um dólar. Na segunda-feira, Fannie Mae havia fechado a 92 centavos. Freedie Mac cotava um pouco mais, 1,22 dólar cada ação.

As duas financeiras garantem 4,8 bilhões de dólares em empréstimos hipotecários nos Estados Unidos, cerca de três quartos do mercado.

No início deste mês, a agência de classificação financeira Standard and Poor's havia estimado o tempo que necessitariam para saldar os empréstimos duvidosos que detêm ou garantem em três anos.

Ambos os organismos foram colocados sob tutela estatal em setembro de 2008, para evitar que eles quebrassem, e em dezembro o departamento do Tesouro havia tirado o teto da linha de crédito acordado.

Em 2009, Fannie Mae registrou uma perda líquida de 74,4 bilhões de dólares em relação ao ano anterior e Freddie Mac de 21,5 bilhões. A FHFA advertiu que "2010 seria provavelmente outro ano difícil para os resultados financeiros" dos dois grupos.

A saída da Bolsa deve ser efetivada a partir de 28 de junho.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host