UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/06/2010 - 18h27

Ausência de Lula não é atitude de desprezo ao G20 (delegação brasileira)

TORONTO, Canadá, 25 Jun 2010 (AFP) -A ausência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na reunião de cúpula do G20 em Toronto, que começa neste sábado, não é atitude de desprezo, afirmou à imprensa um funcionário que faz parte da delegação oficial brasileira, que preferiu não ter o nome divulgado.

A delegação brasileira é chefiada pelo ministro da Economia, Guido Mantega.

Lula cancelou de última hora, nesta sexta-feira, a viagem ao Canadá para poder "acompanhar" as operações de socorro às vítimas das inundações no nordeste brasileiro.

As reuniões bilaterais que estavam sendo organizadas com o presidente Lula foram anuladas, confirmou a fonte oficial.

"O G20 é um grupo que o Brasil ajudou a fortalecer", explicou a fonte, para descartar qualquer possibilidade de menosprezo da parte de Lula, que se mostrou crítico nos últimos dias em relação aos países industrializados que participam do grupo.

"É um momento de frustração", reconheceu o funcionário, em alusão à delegação brasileira.

"Queremos apenas que esses países façam tudo aquilo que diziam ao Brasil para fazer", afirmou recentemente Lula, que também pediu ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e ao Banco Mundial (BM) que abandondem seus "dogmas obsoletos", e que deem mais espaço aos países emergentes.

O Brasil, que assumiu um papel de importância crescente na arena diplomática, promoveu junto com a Turquia e o Irã um acordo sobre a questão nuclear.

Apesar disso, no entanto, o Irã recebeu novas sanções da parte do Conselho de Segurança das Nações Unidas, a pedido dos Estados Unidos e de seus aliados europeus, o que gerou frustração na diplomacia brasileira.

Os líderes do G20 se reúnem pela quarta vez neste final de semana em Toronto para debater os meios de sustentar o crescimento econômico e a reforma financeira internacional.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host