UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/07/2010 - 17h27

BP deixou de fornecer combustível a aviões iranianos, diz imprensa

BERLIM, 5 Jul 2010 (AFP) -A petroleira britânica BP não renovou um contrato de abastecimento de combustível com as companhias aéreas iranianas, o que poderia explicar as dificuldades que essas empresas vêm enfrentando para reabastecer seus aviões, informa o Financial Times Deutschland (FTD) em sua edição desta terça-feira.

O contrato terminava no fim de junho, informa o FTD, que cita o exemplo de um avião da Iran Air que teve de aterrissar em Viena porque não pôde encher o tanque no aeroporto de Hamburgo.

"Não podemos nos pronunciar sobre os contratos individuais com cada companhia aérea. Mas respeitamos, em todos os países nos quais temos atividades, as regras locais sobre as sanções", afirmou a presidência do BP ao FTD, que afirma que as novas sanções votadas pela ONU influenciaram na decisão do grupo petroleiro.

O grupo francês Total, no aeroporto de Colonia-Bonn, e o grupo do Kwait Q8 afirmaram ao jornal econômico que entregariam o combustível normalmente.

Um funcionário iraniano anunciou nesta segunda-feira que os aeroportos de Grã-Bretanha, Alemanha e Emirados Árabes recusam-se a abastecer os aviões iranianos de passageiros depois das novas sanções americanas.

Os três países desmentiram essa informação.

Na quinta-feira passada, o presidente americano, Barack Obama, aprovou uma nova série de sanções contra o Irã, acusados pelas grandes potências de tentar obter armas atômicas.

O texto prevê perturbar o fornecimento de gasolina, querosene e outros produtos energéticos refinados à República Islâmica. Agrega-se a isso a nova resolução do Conselho de Segurança da ONU, adotada em 9 de junho, que reforça as sanções internacionais contra o Irã.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host