UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/07/2010 - 10h20

Embraer obtém encomendas de 160 aviões por cerca de US$ 5,8 bilhões

FARNBOROUGH, Reino Unido, 20 Jul 2010 (AFP) -A fabricante de aviões brasileira Embraer desembarcou com força nesta terça-feira no Salão de Farnborough (Grã-Bretanha) ao obter encomendas de 160 aviões por um valor total estimado de 5,8 bilhões de dólares em dois contratos que reforçam sua posição atrás de Boeing e Airbus.

A companhia aérea britânica Flybe anunciou a encomenda junto à Embraer de 140 aeronaves em um contrato com um valor potencial total de 5 bilhões de dólares, enquanto o grupo americano de aviões de frete Air Lease Corporation (ALC) encomendou 20 aeronaves por cerca de 800 milhões de dólares, segundo a fabricante brasileira.

A Flybe confirmou a aquisição de 35 aparelhos do tipo E175, um avião com capacidade para 88 passageiros, assim como opções de compra para 65 aeronaves adicionais da mesma linha e direitos de compra de outros 40 aviões.

Este contrato "vai fornecer à Flybe uma plataforma de expansão na Europa continental", indicou em um comunicado a jovem companhia regional britânica criada em 2002.

O contrato foi apresentado durante o tradicional Salão Aeronáutico de Farnborough, nas imediações de Londres, um dos maiores do setor e cenário para anúncios de operações comerciais.

"A companhia está engajada em uma expansão medida e consistente durante a próxima década por meio da exportação de seu modelo de negócios para a Europa Ocidental. A aquisição destas aeronaves reforçará esta iniciativa", indicou a Flybe.

A Embraer deverá entregar os primeiros aviões E175 até setembro de 2001 e os últimos em março de 2017.

O vice-presidente da Embraer, Paulo César de Souza e Silva, comemorou o contrato e disse que as novas aquisições da Flybe complementarão sua frota.

"A decisão da Flybe de escolher aviões Embraer 175 para completar sua frota existente de 14 E-Jets é uma grande notícia e agradecemos a nossos amigos da Flybe por este sinal de confiança em nossa família de E-Jet", afirmou.

"O E-175 continuará cumprindo com os exigentes requisitos da Flybe de eficiência nos custos e alto nível de conforto e funcionalidade", acrescentou.

Já a Air Lease Corporation (ALC), que na segunda-feira já havia anunciado a compra de 51 aviões da Airbus por 4,4 bilhões de dólares, encomendou à Embraer 20 aeronaves E190, das quais cinco com opção de compra, afirmou nesta terça-feira a fabricante brasileira.

Embora não tenha revelado o valor do pedido, este foi estimado em 798 milhões de dólares, de acordo com o preço do catálogo.

Também nesta terça-feira, a gigante americana Boeing anunciou que havia firmado um contrato para vender à companhia Royal Jordanian três aviões 787 Dreamliners por um valor de 500 milhões de dólares.

A aeronave, de longo alcance e com capacidade para 330 passageiros, sofreu atrasos em sua produção, mas a Boeing espera entregar o primeiro exemplar à companhia japonesa ANA até o início de 2011.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host