UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/08/2010 - 13h03

Obama celebra fim da operação para conter vazamento no Golfo do México

WASHINGTON, 4 Ago 2010 (AFP) -O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, congratulou-se nesta quarta-feira com a aparente conclusão da primeira fase da operação de limpeza de petróleo no Golfo do México, comentando que é uma "muito boa notícia".

"Foi uma notícia muito boa nos inteirarmos durante a noite dos esforços para deter (o vazamento) do poço, e o que denominam 'static kill' parece estar funcionando. Um informe, hoje, de nossos cientistas mostra que a vasta maioria do óleo foi dispersado ou tirado da água", afirmou Obama.

"Portanto, a longa batalha para deter o vazamento e conter o óleo está finalmente chegando a seu fim. E estamos muito satisfeitos com isso", acrescentou.

No entanto, precisou que "os esforços de recuperação continuarão, pois devemos reverter o dano que causou".

O procedimento denominado "static kill", destinado a selar definitivamente o poço de petróleo que causou a maré negra no Golfo do México, alcançou "o objetivo desejado", anunciou a BP nesta quarta-feira.

"A pressão no poço está agora controlada pela pressão hidrostática da argila injetada. Este era o objetivo da operação 'static kill'", declarou o grupo em um comunicado.

Esta operação é efetuada 106 dias depois da explosão e do naufrágio da plataforma Deepwater Horizon no final de abril que desencadearam a maior maré negra da história dos Estados Unidos.

Cerca de 4,9 milhões de barris de petróleo vazaram do poço, ou seja, 780 milhões de litros, colocando em perigo o rico ecossistema de cinco Estados litorâneos do Golfo do México e ameaçando à economia local.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host