UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/08/2010 - 12h54

Após queda na produção, Cuba testa variedade de feijão doada pelo Brasil

HAVANA, 11 Ago 2010 (AFP) -Cuba registrou uma queda de 10% em sua produção agrícola no primeiro semestre, incluindo produtos básicos como o feijão (-27%), o que levou os produtores a testar uma variedade doada pelo Brasil, segundo fontes oficiais.

O ministério da Agricultura começou a distribuir aos produtores da ilha sementes de feijão - alimento básico da população cubana - da variedade Vigna, doadas pelo Brasil, cujo rendimento e resistência é o dobro do tipo de grão atualmente cultivado em Cuba.

De acordo com dados do Escritório Nacional de Estatísticas (ONE), a produção de cítricos caiu 30%, enquanto a de grãos de feijão sofreu uma redução de 27%, e a de arroz, de 2%, e a de hortaliças, de 22%. A produção de frutas e tubérculos, por sua vez, registrou um aumento de 21% e 0,2%, respectivamente.

"Acho que, no futuro, estes feijões serão uma grande solução para o país, porque vamos ter feijão o ano todo, resistente a pragas e doenças e também precisa de menos água que o outro feijão", disse em entevista á TV estatal o agricultor Reiniel Tomé, principal produtor de feijão da ilha, que cultiva a variedade brasileira desde o início do ano.

O presidente Raúl Castro está empenhado em aumentar a produção de alimentos, que considera "estratégica". No entanto, apesar de ter tomado várias medidas para este fim - como a distribuição de mais de um milhão de hectares de terras para pequenos produtores -, a ilha gasta mais de 1,5 bilhão de dólares por ano para importar 80% do que consome.

Fontes do setor agrícola cubano atribuem a queda na produção à falta de fertilizantes, aos efeitos da seca e a problemas de organização e produtividade.
Hospedagem: UOL Host