! Posição do Brasil na OMC é vista como 'traição', diz jornal - 28/07/2008 - BBC Brasil
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

28/07/2008 - 09h40

Posição do Brasil na OMC é vista como 'traição', diz jornal

Uma reportagem publicada nesta segunda-feira pelo jornal "La Nación" afirma que os países do Mercosul perceberam como "traição" o apoio brasileiro à proposta de liberalização comercial apresentada pelo diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, em negociações em Genebra.

De acordo com o jornal argentino, a posição do Brasil colaborou para manter acesas tensões com a Argentina nas negociações que buscam finalizar a Rodada Doha de livre comércio, que entraram nesta segunda-feira em sua segunda semana.

No domingo, segundo o jornal, "a Argentina manteve suas queixas em relação à inflexibilidade (da proposta), enquanto o Brasil começou uma atividade frenética para apaziguar a crise desatada entre os dois países, depois de sua decisão de aceitar como um todo o projeto de acordo".

Segundo o "La Nación", o secretário argentino de Relações Econômicas Internacionais, Alfredo Chiaradía, um dos principais negociadores do país, disse que a decisão do Brasil "cria tensão" no Mercosul.

"Outras fontes diplomáticas argentinas confirmaram que a atitude do Brasil era percebida como uma 'traição' do gigante sul-americano contra seus sócios do Mercosul", diz o jornal.

Argentina e Brasil discordam sobre a flexibilidade que permite aos países em desenvolvimento proteger porcentagens limitadas de seus setores considerados mais sensíveis contra o impacto de uma redução das tarifas de importação.

As propostas teriam partido de 12% e chegado a 14% - taxa aceita pelo Brasil. A Argentina, no entanto, considera o número insuficiente e defende uma taxa de 16% .

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, teria dito ao "La Nacion" que fará "todo o necessário para ajudar" o Mercosul nas negociações.

Esta linha também é defendida por "fontes latino-americanas" citadas pelo jornal. Segundo elas, Amorim fará todo o possível para que a Argentina tenha seus desejos atendidos no acordo final da rodada.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host