! Grã-Bretanha 'já está em recessão', diz Câmara Britânica de Comércio - 07/10/2008 - BBC Brasil
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

07/10/2008 - 09h02

Grã-Bretanha 'já está em recessão', diz Câmara Britânica de Comércio

A Grã-Bretanha já está em uma recessão, que se agrava e pode elevar o número de desempregados em 350 mil até o ano que vem, advertiu a Câmara Britânica do Comércio (BCC, em inglês), que representa empresas de pequeno e médio porte no país.

Uma pesquisa trimestral realizada entre 5 mil empresas revelou que a confiança se desintegrou tanto no setor manufatureiro quanto no de serviços.

As empresas pediram medidas urgentes do governo e do Banco da Inglaterra (banco central do país) para estimular a economia, como uma redução na taxa de juros.

Tecnicamente, a Grã-Bretanha ainda não está em recessão, que é definida como dois trimestres consecutivos de crescimento econômico negativo.

Mas a BCC qualificou os resultados da pesquisa como "excepcionalmente ruins" e disse que a economia está sob "imensa pressão" pelo segundo trimestre seguido.

O desemprego deve crescer nos próximos dois anos, indicou ainda o estudo.

A BCC acredita que o número de pessoas sem emprego vai aumentar entre 300 mil e 350 mil dentro de um ou dois anos, o que pode elevar o total de desempregados no país para mais de dois milhões.

Juros
O diretor-geral da BCC, David Frost, disse que o momento econômico "é difícil", mas é necessário manter a idéia de proporção.

"Várias partes da comunidade empresarial continuam a ter um bom desempenho. O governo precisa dizer que os impostos para as empresas serão reduzidos", diz.

"O Banco da Inglaterra precisa reduzir as taxas de juros imediatamente e os políticos precisam apoiar nossas empresas nestes tempos de desafios", afirma.

O analista econômico da BBC, Nils Blythe, disse que a idéia de uma redução nos juros agora tem o apoio da maioria dos economistas no centro financeiro de Londres, apesar de a inflação ainda estar subindo.

A pesquisa da BCC é divulgada um dia depois que o índice da Bolsa de Valores de Londres, o FTSE, fechou com queda de 7,85%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host