! Premiê britânico nega desavenças sobre saída para crise - 25/03/2009 - BBC Brasil
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

25/03/2009 - 17h37

Premiê britânico nega desavenças sobre saída para crise

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, negou nesta quarta-feira que existam desavenças entre os Estados Unidos e a União Europeia sobre a melhor saída para a crise financeira global.

Em um evento promovido pelo jornal The Wall Street Journal , em Nova York, Brown disse que são igualmente importantes tanto a abordagem europeia, de apostar em um fortalecimento da regulamentação do mercado, como a americana, de priorizar pacotes de estímulo.

O primeiro-ministro, que visita o Brasil nesta quinta-feira, diz acreditar que há uma "determinação" de líderes mundiais para "fazer o que for necessário para assegurar que a economia volte a crescer".

A crise deve ser o principal tema em discussão na Cúpula de Londres, que reunirá na capital britânica, no próximo dia 2 de abril, os líderes do G20 - grupo que reúne os principais países desenvolvidos e emergentes, incluindo o Brasil.

Segundo Brown, os líderes presentes ao encontro devem analisar, juntos, o que já foi feito em termos de estímulo fiscal, diminuição dos juros e outras medidas econômicas, antes de decidir o que deve ser feito a seguir.

"Eu vejo nisso um consenso, não uma discordância", afirmou.

Ele ressaltou que cada país tem seu próprio cronograma para anunciar suas medidas fiscais e monetárias. "Ninguém está sugerindo que as pessoas cheguem à reunião do G20 e coloquem na mesa o orçamento que terão no próximo ano." O primeiro-ministro britânico disse que espera que o G20 siga com "uma abordagem coordenada de políticas fiscais e econômicas" e que chegue a acordos sobre a supervisão do sistema financeiro. Brown também voltou a criticar a adoção de medidas protecionistas como forma de evitar os efeitos da crise.

"Eu espero que, na cúpula do G20, nós não apenas cheguemos a um consenso sobre o caminho a seguir para que tenhamos um acordo mundial de comércio, mas também para facilitar a ampliação do comércio em um mundo em que o comércio está decaindo." A poucos dias da cúpula, Brown está visitando uma série de países. Nesta quinta-feira, o primeiro-ministro britânico se encontra em Brasília com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host