UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/04/2010 - 16h30

Europa oferece 30 bilhões de euros em ajuda à Grécia

Líderes dos 16 países que usam o euro como moeda aprovaram o empréstimo de emergência de 30 bilhões de euros para a Grécia, que será disponibilizado caso o governo grego decida aceitar a ajuda.

Os detalhes do pacote de ajuda, formado por empréstimos fechados com uma taxa favorável de juros, foram finalizados em uma vídeoconferência que reuniu os ministros das Finanças dos países da zona do euro.

O plano visa dar segurança aos mercados financeiros e evitar a falência do país.

O presidente da comissão da zona do euro e primeiro-ministro de Luxemburgo, Jean-Claude Juncker, anunciou o pacote de ajuda para a Grécia.

"A quantia paga por membros da zona do euro no primeiro ano será de 30 bilhões de euros. Esta (quantia) será financiada em conjunto pelo FMI. A quantia para os anos subsequentes será decidida depois, dependendo de como a situação financeira se desenvolverá na Grécia", afirmou.

O ministro da Fazenda grego, George Papaconstantinou, aprovou o plano, mas afirmou que o governo da Grécia não pediu por seu lançamento.

"Deve ser destacado que o governo grego não pediu a ativação do mecanismo de ajuda (...). Nós acreditamos que conseguiremos continuar com os empréstimos menores dos mercados." Mesmo destacando que o governo grego não pediu pelo pacote de ajuda, Papaconstantinou afirmou que esta foi uma demonstração positiva da Europa.

"A mensagem hoje é que a União Europeia já reconheceu os grandes esforços que estão sendo feitos pelos cidadãos gregos e nosso país, particularmente depois dos resultados do orçamento do primeiro trimestre", disse.

"A decisão de hoje é particularmente importante para a Grécia e para a zona do euro. É o resultado de meses de esforços e claramente mostra a confiança que nossos parceiros europeus tem na Grécia", afirmou.

A Grécia precisa de cerca de 11,5 bilhões de euros até o próximo mês para conseguir cumprir com suas obrigações financeiras. Sua dívida total gira em torno dos 300 bilhões de euros.

O déficit público da Grécia, de 12,7% do PIB, é mais de quatro vezes maior do que o permitido pelas regras impostas aos 16 países da União Europeia que adotam o euro.
Hospedagem: UOL Host