UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/05/2010 - 21h38

Ministros da Grécia se reúnem diante das câmeras para discutir pacote de ajuda

Ministros da Grécia se reúnem na manhã deste domingo para discutir os termos de um acordo com a União Europeia (UE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI) para resgatar a economia do país.

Como parte da campanha de transparência do primeiro-ministro, George Papandreou, o encontro será transmitido ao vivo pela televisão.

O acordo prevê que o governo grego adote o terceiro pacote de medidas de austeridade dos últimos quatro meses em troca de ajuda.

No sábado, milhares de pessoas foram às ruas de Atenas e outras cidades gregas para protestar contra as medidas.

Confrontos Na capital, a polícia usou gás lacrimogêneo contra estudantes que faziam uma passeata em frente ao prédio do Ministério das Finanças.

Cenas semelhantes se repetiram em Salônica, no norte do país, onde os estudantes também confrontaram a polícia, invadiram lojas e vandalizaram bancos.

Segundo o correspondente da BBC em Atenas, Malcolm Brabant, pesquisas de opinião mostram que a maioria dos gregos está irritada e apavorada com o acordo de ajuda, porque eles não se sentem responsáveis pela atual crise econômica.

"A maioria das pessoas nas ruas quer que o governo faça os ricos pagarem pelo déficit orçamentário, e não os trabalhadores comuns", disse o correspondente.

Mas o primeiro-ministro grego, George Papandreou, já deixou claro que não vai desistir de implementar os cortes e os aumentos de impostos.

Segundo Brabant, a determinação do premiê de fazer o que for necessário para salvar a Grécia da falência pode ajudar a restaurar a confiança internacional no país.
Hospedagem: UOL Host