UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/08/2010 - 14h40

Pedidos de seguro-desemprego reforçam temores sobre economia dos EUA

Meio milhão de americanos entraram com novos pedidos de seguro-desemprego na semana passada, o número mais alto desde novembro de 2009, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Departamento de Trabalho dos Estados Unidos.

De acordo com os dados sazonalmente ajustados, o número de pedidos iniciais de seguro-desemprego da semana encerrada em 14 de agosto superou em 12 mil o da semana anterior, que havia sido de 488 mil.

O número é superior ao que vinha sendo esperado por analistas.

A média das últimas quatro semanas, indicador considerado menos volátil que a medição semana a semana, teve aumento de oito mil, chegando a 482,5 mil, a mais alta desde dezembro de 2009.

A divulgação dos dados reforçou os temores sobre o ritmo da recuperação da economia americana, que enfrenta uma taxa de desemprego de 9,5%, sem perspectivas de baixar no curto prazo.

Logo após o anúncio dos dados, o índice Dow Jones, da Bolsa de Valores de Nova York, caiu mais de 1%.

Preocupação
A divulgação dos dados se soma a uma série de más notícias recentes sobre a economia americana.

Em julho, o mercado de trabalho registrou o fechamento de um total de 131 mil vagas, diante da criação de apenas 71 mil postos no setor privado, resultado abaixo do esperado.

A primeira estimativa do Departamento de Comércio sobre o desempenho do PIB (Produto Interno Bruto) americano no segundo trimestre de 2010 revelou crescimento anualizado de 2,4% em relação aos três meses anteriores, uma desaceleração em relação ao avanço de 3,7% registrado no trimestre anterior.

Essa estimativa inicial aumentou a preocupação sobre os rumos da economia americana e, segundo economistas, ainda pode ser revisada para baixo, puxada por outros indicadores que estão registrando desempenho aquém do esperado neste mês.

Hospedagem: UOL Host