UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/05/2009 - 20h51

American Express cortará 4.000 empregos para reduzir custos

EFE
Nova York, 18 mai (EFE).- O banco American Express anunciou hoje que cortará quatro mil postos de trabalho, o que equivale a uma redução de 6% no quadro de funcionários da empresa, entre outras medidas com as quais pretende economizar cerca de US$ 800 milhões até o fim do ano.

Além das demissões, a instituição financeira prevê diminuir também os investimentos de capital e reduzir mais os custos operacionais, explicou em comunicado.

O presidente e executivo-chefe da empresa, Kenneth Chenault, lembrou que a American Express continuou sendo rentável em momentos em que outras companhias do setor de cartões de crédito registraram perdas.

A entidade prevê economizar US$ 175 milhões com as demissões, US$ 500 milhões com o corte de investimentos em marketing e outras áreas de negócio, e reduzir em US$ 125 milhões custos operacionais, entre eles despesas de assessoria e viagens.

No segundo trimestre, a empresa prevê um gasto extraordinário de US$ 180 milhões e US$ 250 milhões associado à redução de elenco.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host