UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

21/05/2009 - 19h32

Escolhido por Washington, presidente da AIG deixará cargo

EFE
Nova York, 21 mai (EFE).- O presidente e executivo-chefe da AIG, Edward Liddy, deixará a seguradora americana, oito meses depois de o Governo dos Estados Unidos intervir e escolhe-lo para o cargo.

O conselho de administração da AIG anunciou hoje em comunicado que Liddy informou de sua intenção de se retirar da companhia agora que ela parece ter se estabilizado graças, entre outros fatores, a uma injeção pública de US$ 182 bilhões.

Além disso, o diretor, que estava aposentado quando aceitou o cargo, sugeriu que sejam separados os cargos de presidente e executivo-chefe da AIG, o que o conselho se comprometeu a fazer.

No começo da semana, a AIG anunciou que tinha selecionado seis pessoas para se integrar no Conselho de Administração se assim fosse aprovado pela junta de acionistas que se reunirá no próximo dia 30 de junho.

Se todos eles se incorporarem, o conselho passaria a estar integrado majoritariamente por conselheiros independentes, uma circunstância considerada como "boa prática" nas empresas e recomendada por Washington nas entidades que sofreram intervenção.

Outra "boa prática" habitualmente recomendada é a de separar os cargos de presidente e executivo-chefe, como sugeriu Liddy.

"O conselho está de acordo com a recomendação de que essas funções sejam separadas e se propõe a fazer uma busca para cobrir cada posto", explicou o órgão.

No mesmo comunicado, Liddy assegurou que na AIG "há muito trabalho para fazer", embora tenha insistido que já houve também um grande avanço.

"Com a ajuda financeira do Federal Reserve (Fed, banco central americano) em Nova York e do Departamento do Tesouro, conseguimos substanciais avanços na estabilização da AIG, ao reduzir os riscos internos que levaram ao resgate do Governo, proteger nossos clientes e negócios, e desenvolver um plano para devolver o dinheiro aos contribuintes", apontou.

Segundo ele, a plena recuperação da seguradora levará "vários anos", por isso que considerou necessário que a próxima equipe gerente "tenha esse mesmo horizonte de tempo" em mente.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host