UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/05/2009 - 21h09

Governo americano terá 70% do controle da nova GM, diz "NY Times"

EFE
Washington, 26 mai (EFE).- O Governo americano terá 70% do controle da nova General Motors (GM) e proporcionará US$ 50 bilhões adicionais à montadora automobilística, afirmou hoje o jornal "The New York Times".

Até o momento, o Departamento do Tesouro americano forneceu US$ 19,5 bilhões a essa companhia.

Em sua edição digital, a publicação informou que o sindicato United Auto Workers (UAW) controlará pelo menos 17,5% da companhia que surgir após a reestruturação, embora a participação possa chegar a 20%.

Por sua vez, os detentores de bônus da GM receberão 10%.

O UAW, com quem a montadora possui uma dívida de US$ 20 bilhões, também receberá US$ 2,5 bilhões em notas da nova companhia e US$ 6,5 bilhões em ações preferenciais.

Outras partes interessadas, como o Governo do Canadá, receberiam outras parcelas do conjunto de acionistas.

Um porta-voz da montadora explicou que a General Motors anunciará o resultado da oferta nesta quarta-feira antes da abertura das Bolsas.

A companhia afirmou que a firma que surgir do processo de reestruturação será formada só pelas marcas Chevrolet, Cadillac, Buick e GMC, e que sua produção será muito inferior à atual.

O "New York Times" disse que espera que a GM declare falência na próxima segunda-feira, quando expira o prazo dado pela Administração do presidente americano, Barack Obama, para que o fabricante reestruture as responsabilidades financeiras.

No entanto, o jornal também disse que o Departamento do Tesouro conversou com um grupo de credores que representa 25% da dívida total e que seguirá as negociações para conseguir um acordo antes que a GM tenha que declarar falência.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host