UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/06/2009 - 06h22

"BBC" sofre pressão para revelar salários de apresentadores

EFE
Londres, 4 jun (EFE).- A "BBC" está submetida a fortes pressões para que aceite revelar os salários de seus principais apresentadores, informa a imprensa britânica.

A emissora pública se negou até agora a revelar os salários, como foi requerido pela Auditoria Nacional, a menos que o organismo assine um documento se comprometendo a não torná-los públicos.

Essa recusa enfureceu o presidente do Comitê de Contas Públicas da Câmara dos Comuns, Edward Leigh, que qualificou de dificilmente aceitável que a Auditoria não possa investigar como um organismo financiado pelo erário gasta o dinheiro dos contribuintes.

O citado comitê publicou um relatório no qual pede ao Governo que adote medidas para que garanta à Auditoria Nacional o direito a examinar as despesas da "BBC", incluindo os salários de seus apresentadores, como faz com outros órgãos públicos.

Segundo o comitê, alguns programas da emissora custam duas vezes mais por hora que o mais caro dos programas do setor comercial.

Os parlamentares afirmam que a "BBC" tem de mostrar por que está pagando mais que outras emissoras a seus apresentadores e por que abusa de sua posição de emissora pública para negociar melhores contratos.

As emissoras comerciais estão há mais de três anos tentando investigar o orçamento dos programas de alguns apresentadores do canal.

Todas as solicitações nesse sentido, apresentadas ao amparo da lei sobre liberdade de informação, foram bloqueadas pela "BBC", que alega motivos de confidencialidade.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host