UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/06/2009 - 06h58

Irã pagará na mesma moeda se navios do país forem revistados

EFE
Teerã, 16 jun (EFE).- O Parlamento iraniano advertiu hoje que o Irã responderá na mesma moeda, se as sanções impostas pela ONU na semana passada forem aplicadas a algum navio iraniano em alto-mar ou qualquer aeronave do país.

Em declarações publicadas pela agência de notícias "Isna", o presidente da Câmara, Ali Larijani, também insistiu ao Governo a prosseguir com o polêmico programa de enriquecimento de urânio.

"Faço uma advertência aos aventureiros americanos e aos outros países que em caso que tentem inspecionar a carga de navios ou aviões iranianos, devem saber que nós faremos o mesmo no Golfo Pérsico e o mar de Omã", afirmou.

"Esta medida faz parte da defesa de nossos interesses nacionais", acrescentou o político entre gritos de "Morte aos Estados Unidos", "Morte a Israel" e "Deus é o maior" procedentes da bancada.

Diante desse argumento, Larijani, indicou que "os países opressores devem entender que sua ilógica pressão será contestada proporcionalmente com o nível de enriquecimento de urânio que necessitemos".

O Conselho de Segurança das Nações Unidas, formado por 15 países, aceitou na quarta-feira passada uma proposta para endurecer as sanções ao Irã por causa das suspeitas sobre seu programa nuclear com a só oposição da Turquia e Brasil, e a abstenção do Líbano.

As novas medidas estabelecem mais restrições às operações dos bancos iranianos, aumenta a apuração das transações no exterior de todas as entidades financeiras do país.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host