UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/07/2009 - 11h08

Superávit comercial do 1º semestre é o menor em 8 anos

EFE
Rio de Janeiro, 1 jul (EFE).- O país acumulou no primeiro semestre do ano um superávit comercial de US$ 7,887 bilhões, o que significa uma queda de 43,29% diante do mesmo período de 2009 e o pior saldo para esse lapso nos últimos oito anos, informou hoje o Governo.

O superávit comercial do país no primeiro semestre não era tão baixo desde 2002, quando foi de US$ 2,580 bilhões.

O saldo positivo dos seis primeiros meses deste ano foi resultado da diferença entre exportações de US$ 89,189 bilhões e importações de US$ 81,302 bilhões, segundo os dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

A forte queda do superávit foi resultado da significativa alta das importações no primeiro semestre, que foram 45,07% superiores às do mesmo período do ano passado (US$ 56,044 bilhões).

As exportações nos seis primeiros meses do ano, por outro lado, cresceram apenas 27,50% com relação às do primeiro semestre do ano passado (US$ 69,951 bilhões).

O aumento das compras externas se deve tanto à elevada apreciação do real frente ao dólar, que reduziu o preço dos produtos importados, como à recuperação da indústria nacional, que aumentou suas compras de matérias-primas no exterior e de bens de capital.

O resultado de junho, que teve saldo (US$ 2,278 bilhões) de 50,5% inferior ao do mesmo mês do ano passado (US$ 4,604 bilhões), contribuiu para a queda do superávit comercial semestral.

O superávit de junho também foi inferior, em 33,9%, ao de maio de 2010 (US$ 3,444 bilhões), até agora o maior do ano e inclusive superior ao acumulado nos primeiros quatro meses (US$ 2,174 bilhões).

O resultado de junho foi produto de exportações de US$ 17,095 bilhões e importações de US$ 14,817 bilhões.

Os economistas preveem que o possível crescimento de 7,13% da economia brasileira este ano e a apreciação do real podem causar uma forte queda do superávit da balança comercial, que em 2009 se manteve praticamente estável frente a 2008.

O superávit comercial brasileiro do ano passado foi de US$ 25,348 bilhões.

Os economistas dos bancos privados consultados na semana passada pelo Banco Central (BC) preveem para este ano um superávit comercial de US$ 15,360 bilhões.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host