UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

02/12/2009 - 11h07

Indústria automobilística alemã prevê que 2010 será difícil

EFE
Frankfurt (Alemanha), 2 dez (EFE).- A indústria automobilística alemã prevê que 2010 também será um ano difícil para o setor automotivo na Alemanha, e pede uma estabilização do crédito.

O presidente da Associação Alemã da Indústria Automotiva (VDA, em alemão), Matthias Wissmann, deu hoje as boas-vindas à iniciativa governamental para apoiar o crédito às empresas.

Neste sentido, Wissmann considerou que a necessidade de uma estabilização do crédito é maior para as empresas de autopeças do que, inclusive, para os próprios produtores.

A estabilização do financiamento às empresas automobilísticas garantirá também o emprego no setor na Alemanha, que nos nove primeiros meses de 2009 empregou 726 mil pessoas, 3% a menos que no ano anterior.

Há um ano, a indústria automotiva previa para 2009 vendas de apenas 2,9 milhões de veículos na Alemanha, o pior resultado desde a unificação, em 1990.

As ajudas estatais para a compra de veículos pequenos novos permitiram, no entanto, que os números de vendas entre janeiro e novembro ficassem em 3,5 milhões de unidades, e que vão fechar o ano em cerca de 3,8 milhões de veículos.

A introdução do trabalho com jornada reduzida na Alemanha, que teve o apoio do Governo, contribuiu para salvar muitos empregos no setor.

O número de empregados em jornada reduzida na Alemanha era de 273 mil pessoas em fevereiro e, segundo a VDA, diminuiu gradativamente ao longo do ano, para 100 mil pessoas atualmente.

Os novos emplacamentos de carros de passeio subiram 25% na Alemanha entre janeiro e novembro, para 3,5 milhões de unidades, enquanto a produção caiu 12%, para 4,6 milhões de unidades, em comparação aos mesmos meses de 2008.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host