UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/01/2010 - 11h05

Desemprego na OCDE se mantém estável em novembro em 8,8%

EFE

Paris, 11 jan (EFE).- O índice de desemprego no conjunto dos países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) se manteve estável em novembro do ano passado em 8,8% da população ativa, 2,1 pontos a mais que no mesmo período do ano anterior, informou hoje a organização.

Na zona do euro, o índice de desemprego aumentou 0,1 pontos em relação ao mês anterior e chegou a 10%, o que representa, por sua vez, um aumento de dois pontos em comparação com o nível de novembro de 2008, ressaltou a OCDE.

Esta é a mesma taxa de desemprego que a verificada nos Estados Unidos, que registrou queda de um décimo no índice de desemprego de novembro em relação ao mês de outubro.

O desemprego da zona do euro foi em novembro meio ponto superior ao da União Europeia (UE), que aumentou um décimo de ponto em relação a outubro e chegou a 9,5%.

A Espanha, com um desemprego do 19,4% e um aumento mensal de um décimo de ponto em novembro, continua o país com a maior taxa de desemprego da OCDE, seguida da República Tcheca (13,6%), Irlanda (12,9%) e Portugal (10,3%).

Esses três países também registraram um aumento do número de desempregados em novembro de 0,2 pontos na República Tcheca, de 0,4 pontos na Irlanda e de 0,1 pontos em Portugal.

Além disso, o desemprego afeta 10% da população ativa da França, 7,6% da Alemanha e 8,3% da Itália.

Além dos EUA, os únicos três países nos quais o desemprego caiu em novembro foram Austrália (de 5,8% em outubro a 5,7% em novembro), Áustria (de 5,6% a 5,5%) e Canadá (de 8,6% a 8,5%).

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host