UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/01/2010 - 14h48

OGX encontra mais indícios de petróleo na Bacia de Campos

EFE
Rio de Janeiro, 11 jan (EFE).- A companhia OGX, controlada pelo empresário Eike Batista, anunciou hoje ter encontrado novos indícios de petróleo na parte eocênica do bloco BM-C-42, em águas rasas da parte sul da Bacia de Campos.

A companhia, maior petrolífera privada do país e fundada há apenas três anos, informou em comunicado enviado à Bolsa de Valores de São Paulo que identificou uma coluna de hidrocarbonetos (petróleo e gás) de perto de 90 metros em reservas areentas nesse bloco, a cerca de 80 quilômetros do litoral do Rio de Janeiro.

A empresa acrescentou que seguirá perfurando o poço OGX-4 até chegar a 3.400 metros de profundidade.

"O achado mostra de novo a eficiência do sistema petrolífero na região da Bacia de Campos, assim como o acerto de nossa estratégia exploratória na área", assegurou o diretor de OGX, Paulo Mendonça, citado no comunicado.

Além dos indícios de petróleo descobertos na concessão BM-C-42, a empresa também achou rastros de hidrocarbonetos nos blocos BM-C-41 e BM-C-43, ambos na Bacia de Campos, e no BM-S-29, na Bacia de Santos.

O bloco da nova descoberta está próximo ao BM-C-43, no qual a própria OGX descobriu uma jazida que, segundo seus cálculos, tem um volume recuperável de entre 500 milhões e 1,5 bilhão de barris de petróleo.

A companhia petrolífera, com projetos para começar a produzir petróleo em 2011, tem 29 concessões para explorar hidrocarbonetos no Brasil, das quais 22 estão em áreas marinhas.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host