UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/01/2010 - 15h06

Teerã destaca que reunião com grandes potências é ótima chance para dialogar

Moscou, 18 jan (EFE).- O vice-ministro de Exteriores do Irã, Mohammad Mehdi Akhondzadeh, qualificou nesta terça-feira de "ótima oportunidade" para o diálogo internacional a reunião dos dias 21 e 22 que será realizada em Istambul entre a República Islâmica e grandes potências.

"Istambul é uma ótima oportunidade para o diálogo entre as partes e também para mostrar respeito mútuo e abordar os assuntos de interesse comum", assinalou Akhondzadeh após manter consultas com seu homólogo russo, Sergei Ryabkov, segundo as agências de notícias russas.

As negociações dos dias 21 e 22 serão realizadas entre o Irã e o chamado Grupo 5 + 1, formado pelos membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU - Estados Unidos, Reino Unido, França, China e Rússia - mais a Alemanha.

Para o diplomata iraniano, "o encontro em Istambul será a continuação da reunião de Genebra na qual se decidiu que as conversas abordariam dois pacotes de assuntos de interesse comum".

O que Akhondzadeh quis dizer com isso é que, para Teerã, as conversas com as potências não podem se concentrar exclusivamente no polêmico programa nuclear iraniano, mas também em assuntos regionais e internacionais.

"Istambul será uma boa ocasião para aqueles países que querem analisar com objetividade as mudanças e reformas que estão ocorrendo na região (do Oriente Médio) e no Irã", comentou.

Ao mesmo tempo, insistiu que "o programa nuclear iraniano tem um caráter absolutamente transparente e se realiza no marco das necessidades do país".

O vice-ministro iraniano lembrou que o regime persa, nesta semana, "mostrou seus centros nucleares a representantes dos países interessados", referindo-se à visita de embaixadores de alguns países da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) ao Irã para realizar inspeções nas instalações atômicas do país.

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, exclamou nesta terça-feira que as resoluções e sanções internacionais não irão deter o programa nuclear de Teerã.

"Nós a cada dia progredimos em nossas atividades nucleares pacíficas e eles emitem resoluções e, embora emitam dezenas de resoluções, não terão nenhuma influência, porque o Irã já é nuclear", anunciou em discurso transmitido pela televisão iraniana.

O Irã e o Grupo 5+1 retomaram em 6 de dezembro passado, em Genebra, as negociações sobre o programa nuclear de Teerã após quase 14 meses de interrupção.
Hospedagem: UOL Host