UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/01/2010 - 11h30

Lucro de maior siderúrgica chinesa caiu 11% em 2009

EFE

Xangai (China), 18 jan (EFE).- O lucro líquido da Baosteel, a maior siderúrgica chinesa, caiu 11% em 2009 para 5,75 bilhões de iuanes (US$ 842 milhões), informa hoje a imprensa local.

As receitas da Baosteel ficaram em 148,3 bilhões de iuanes (US$ 21,723 bilhões) no ano passado, 25,95% a menos que em 2008, segundo os resultados anuais da firma, que não explicaram a razão da forte queda.

A siderúrgica anunciou na semana passada uma alta de seus preços para fevereiro por causa do aumento do preço das matérias-primas como o carvão e o aço, no segundo mês de altas desde setembro de 2009, depois da de janeiro.

Embora esse aumento tenha seguido a tendência de outras grandes siderúrgicas chinesas, que também elevaram os preços de seus produtos para fevereiro, surgiram dúvidas entre os analistas sobre uma possível deterioração da demanda ou um excesso de reservas armazenadas pela Baosteel, indicou o diário "China Daily".

O preço dos produtos chineses de aço caiu no ano passado diante de uma menor demanda de setores como o automobilístico e o de construção devido ao impacto da crise econômica mundial, embora nos últimos meses ambos os setores tenham se recuperado no país asiático.

As siderúrgicas chinesas fecharam 2009 sem definir os preços anuais do ferro com as três grandes mineradoras mundiais, a brasileira Vale do Rio Doce e as anglo-australianas BHP Billiton e Rio Tinto, que pediam uma redução de tarifas de pelo menos 40%, negado pelas mineradoras.

A Baosteel é de novo a companhia encarregada de negociar com as mineradoras os preços para 2010 representando as siderúrgicas chinesas, tarefa que desempenhava até o ano passado quando assumiu essa função a Associação de Ferro e Aço da China, que engloba as principais siderúrgicas do país asiático.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host