UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/01/2010 - 08h59

Japan Airlines reconhece dívida de 17,805 bi de euros

EFE

Tóquio, 19 jan (EFE).- A companhia aérea Japan Airlines (JAL) deixará de cotar na Bolsa de Tóquio amanhã, após declarar concordata hoje e reconhecer uma dívida do grupo de 2,32 trilhões de ienes (17,805 bilhões de euros), acima do estimado.

Os responsáveis pela Bolsa de Tóquio anunciaram a retirada das ações da JAL do mercado dentro de um mês, um período de moratória concedido como cobertura aos investidores.

A saída da Bolsa de Valores da maior companhia aérea da Ásia foi anunciada pouco após ser confirmada a quantia de sua dívida, que supera em muito os 11,5 bilhões de euros estimados até então.

Na última semana, diante da prevista quebra, os investidores se desfizeram em massa das ações da JAL, que perderam 90% de seu valor em apenas seis dias.

Junto com o anúncio da quebra, a JAL confirmou a demissão do presidente da empresa, Haruka Nishimatsu, que será substituído pelo fundador da corporação Kyocera, o veterano empresário Kazuo Inamori.

A estrutura de direção completa da companhia durante sua recuperação será definida no início de fevereiro, indicou a JAL, em comunicado.

Como parte do plano de reestruturação, os bancos credores perdoarão à JAL um total de 730 bilhões de ienes (5,6 bilhões de euros) de sua dívida.

Outros 44 bilhões de ienes (337 milhões de euros) oferecidos pelo Banco de Desenvolvimento do Japão serão cobertos com fundos públicos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host