UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/01/2010 - 14h56

Irã afirma que não vai declarar moratória para enriquecimento de urânio

Moscou, 20 jan (EFE).- O Irã afirmou nesta quinta-feira que não declarará "nem por um segundo" uma moratória ao enriquecimento de urânio, às vésperas da reunião em Istambul entre Teerã e as grandes potências sobre o programa nuclear iraniano.

"As sanções do Conselho de Segurança da ONU, os vírus e as ameaças não vão interromper o processo de enriquecimento no Irã", declarou em entrevista coletiva em Moscou Ali Asghar Soltanieh, embaixador iraniano perante a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

Soltanieh, que se encontra de visita na capital russa, afirmou que o programa nuclear do Irã é "100% transparente" e que as atividades de enriquecimento "não serão suspensas nem por um segundo".

"O Irã é auto-suficiente em matéria nuclear, já que possui toda a tecnologia industrial necessária para o enriquecimento de urânio. Disseram que não seríamos capazes, mas já produzimos 40 quilos de urânio enriquecido abaixo de 20 %", disse.

Segundo ele, para Teerã "não há possibilidade de compromisso" e o Governo "não fará concessões em matéria de enriquecimento".

Ele acrescentou que a defesa desse direito "tornará o Irã mais forte do que se tivesse armas nucleares".

"Continuaremos desenvolvendo um programa nuclear pacífico sob supervisão da AIEA. Não temos centros subterrâneos. A AIEA realizou centenas de inspeções nos últimos oito anos e nunca apresentou alguma prova de que temos um programa nuclear militar secreto", afirmou.
Hospedagem: UOL Host