UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/01/2010 - 13h59

Geração de 995.100 empregos no Brasil em 2009 fica abaixo das expectativas

EFE
Rio de Janeiro, 20 jan (EFE).- Em 2009, o Brasil gerou 995.110 empregos formais, o pior resultado desde o ano de 2003 e bem abaixo do esperado pelo Governo, informaram hoje fontes oficiais.

No ano passado, 16,1 milhões foram contratados e 15,1 milhões demitidos, conforme o balanço apresentado hoje pelo Ministério do Trabalho.

O ministro da pasta, Carlos Lupi, anunciou que o país terminaria 2009 acima da marca de 1 milhão de novos postos, apesar de ter começado o ano imerso na recessão.

Em novembro, Lupi calculou que se alcançaria 1,2 milhão de novos empregos, mas não contava com um dezembro ruim, no qual 415.192 vagas foram perdidos.

Entre os setores líderes das demissões destaque para indústria, comércio e serviços, em consequência do final dos contratos temporários assinados pela temporada natalina.

A estatística se refere aos empregos formais, com contrato assinado e garantias sociais, por isso que é independente do índice de emprego oficial, que inclui os informais.

O índice de desempregados caiu em novembro 7,4% da população ativa e o dado oficial do ano será divulgado na próxima semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A pesquisa é feita nas seis maiores regiões metropolitanas do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre e Recife.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host