UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/01/2010 - 13h52

McDonald's lucra US$ 4,551 bilhões em 2009

Nova York, 22 jan (EFE).- A empresa McDonald's, a maior rede de lanchonetes fast-food do mundo, anunciou hoje que lucrou US$ 4,551 bilhões em 2009, um aumento de 6% em relação ao ano anterior.

A empresa, com sede em Oak Brook (Illinois), indicou em um comunicado de imprensa que seu lucro no último trimestre do ano passado foi de US$ 1,2168 bilhão, 23% a mais que no mesmo período de 2008, superando as previsões dos analistas.

Assim, seu ganho por ação no último trimestre do ano foi de US$ 1,11, frente aos US$ 0,87 do mesmo período do ano anterior, o que determina um aumento de 28%.

A rede McDonald's explicou que essa quantidade inclui US$ 0,08 recuperados após resolver os problemas gerados em uma operação de 2007 relacionada a uma transação de licenças na América Latina.

Para o conjunto do ano, o ganho por título foi de US$ 4,11, 9% mais que os US$ 3,76 do ano anterior.

"Os resultados de 2009 refletem o quão forte é nosso negócio", ressaltou o diretor-executivo da empresa, Jim Skinner, que ressaltou que no ano passado serviram comida e bebida a 60 milhões de consumidores por dia, o que "significa um aumento diário superior aos 2 milhões com relação ao ano anterior".

O diretor também indicou que, com esses resultados, "se chega ao sexto ano positivo em vendas em cada segmento geográfico e gerando as receitas globais mais altas, o que é uma grande vitória, dada a situação da economia global".

A rede de fast-food indicou que suas vendas aumentaram 7% no último trimestre do ano a até US$ 5,973 bilhões, embora no conjunto de 2009 tenha registrado uma queda de 3%, ficando em US$ 22,744 bilhões.

Por regiões, o que mais aumentou suas vendas em todo o ano em termos comparáveis com 2008 foi o da Europa, com 5,2%, seguido por Ásia-Pacífico, Oriente Médio e África (3,4%) e Estados Unidos (2,6%).

Skinner ressaltou que neste início de 2010 "a tendência de vendas se mantém positiva" e que a empresa manterá "a disciplina fiscal por meio de investimentos prudentes e revertendo os lucros das ações".

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host