UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

29/01/2010 - 11h03

BCE diz que crise econômica quase chegou a depressão

EFE
Davos (Suíça) 29 jan (EFE).- O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, disse hoje, em Davos, que se subestima que a crise financeira e econômica esteve muito perto de ser uma depressão.

Em discurso no Fórum Econômico Mundial, Trichet considerou que foi possível evitar uma grande depressão econômica, graças à enorme ajuda pública e à atuação dos bancos centrais dos dois lados do Atlântico e no mundo todo.

"Subestima-se que estivemos muito perto de uma depressão total", disse Trichet.

"Os Governos colocaram na mesa um nível de risco para os contribuintes que foi necessário para evitar a depressão", segundo Trichet.

"Se quisermos criar emprego o mais rápido possível, precisamos de confiança", algo que os bancos centrais tentam restaurar, disse o presidente do BCE.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host