UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

29/01/2010 - 04h45

Obama vai anunciar medidas para incentivar contratações

Washington, 28 jan (EFE).- O presidente dos EUA, Barack Obama, anuncia nesta sexta-feira uma série de medidas para incentivar as contratações e aumentos de salário entre as pequenas empresas.

Segundo antecipou hoje a Casa Branca, as medidas incluem um incentivo de US$ 5 mil por cada nova contratação efetuada em 2010. O total da bonificação para cada companhia não poderá passar de US$ 500 mil, para garantir que a medida se destine apenas às pequenas e médias empresas.

As companhias recém criadas que comecem a contratar funcionários poderão receber a metade desse benefício fiscal.

A medida, ressaltou a Casa Branca, só se aplicará às ampliações reais na força de trabalho. Se uma empresa despedir um trabalhador e contratar outro para substitui-lo, não terá direito ao benefício. Também não vai valer para uma empresa que demitir um trabalhador e contratar dois ou mais que recebam, juntos, a mesma quantia daquele que saiu.

Em sua nova iniciativa, a Casa Branca também tenta encorajar as altas de salário.

Segundo dados distribuídos pelo Governo, as pequenas empresas que aumentarem os salários ou as horas remuneradas de seus empregados receberão a devolução dos pagamentos relativos aos aumentos feitos à Seguridade Social.

Esta devolução, especificou a Casa Branca, não se aplicaria aos aumentos salariais acima do máximo tributário atual de US$ 106.800.

As empresas poderão receber a devolução a cada trimestre, em lugar de anualmente, "o que beneficiará sua liquidez e um maior incentivo para contratar e aumentar os salários", assegurou.

Obama anunciará a iniciativa durante uma visita que faz à cidade de Baltimore, no estado de Maryland, nesta sexta-feira.

O custo da medida, segundo a Casa Branca, deve ficar por volta dos US$ 33 bilhões.

O presidente americano assegurou na quarta-feira, em seu discurso sobre o Estado da União, que a criação de empregos seria sua "prioridade número um" em 2010.

O índice de desemprego nos Estados Unidos chega a 10%, e o Escritório de Orçamentos do Congresso prevê que esse nível se mantenha durante este ano e o próximo.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host