UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/02/2010 - 16h29

EUA eleva previsão de crescimento em 2010 para 2,7%

EFE
Washington, 1 fev (EFE).- O Governo dos Estados Unidos aumentou hoje a previsão de crescimento em 2010 para 2,7%, frente aos 2% estimados anteriormente, e acredita que a recuperação se acelerará nos anos seguintes.

A Casa Branca divulgou as novas previsões como parte de sua proposta orçamentária para o ano fiscal de 2011, que começa em outubro, e que prevê uma despesa de US$ 3,8 trilhões.

O financiamento do aumento econômico é um fator-chave em seus cálculos, que preveem uma queda do déficit de 10,6% do Produto Interno Bruto (PIB) previsto para este ano fiscal a 8,3% no próximo ano.

O Governo prevê que em 2010 o crescimento chegue a 2,7%, 3,8% em 2011, 4,3% em 2012 e 4,2% em 2013.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) também revisou para cima recentemente seus números para os EUA, que agora acredita que crescerá 2,7% neste ano, a mesma porcentagem que o Governo americano.

Para 2011, o FMI prevê uma alta de 2,4%, um número muito mais baixo que os 3,8% estimados pela Casa Branca.

O PIB americano subiu a uma taxa anualizada de 5,7% no último trimestre do ano.

No entanto, os analistas acham que esse ritmo não é sustentável, porque se baseia em grande medida no gasto público, que cairá neste ano com o fim de outros programas de estímulo, e no aumento dos estoques, outro fenômeno transitório.

Apesar as boas previsões de crescimento estimadas pela Casa Branca, o Governo americano também admite que o desemprego cairá muito lentamente.

Para 2010, as estimativas da Casa Branca preveem um desemprego médio de 10%, mesmo nível de agora, e caia para 9,2% em 2011 e para 8,2% em 2012.

Ao mesmo tempo, a inflação será moderada. Depois que os preços caíram 0,3% em 2009, subirão 1,9% neste ano e 1,5% em 2011, de acordo com as previsões.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host