UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/02/2010 - 15h36

Obama diz que EUA precisam de medidas contra déficit

EFE
Washington, 1 fev (EFE).- Na apresentação do orçamento para o ano fiscal 2011, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, destacou hoje que o país precisa tomar medidas para conter o déficit e anunciou um congelamento parcial das despesas.

"Simplesmente não podemos gastar como se o déficit não tivesse consequências", disse Obama, na Casa Branca, acompanhado de seus principais assessores econômicos.

O projeto prevê US$ 3,8 trilhões em gastos públicos no ano fiscal 2011, que começa já em outubro próximo.

Com isso, o déficit cairá, segundo seus cálculos, a quase US$ 1,3 trilhão em 2011 em relação ao recorde de US$ 1,6 trilhão previsto para 2010.

"É hora de economizar o que for possível, gastar quando pudermos e viver de acordo com nossas possibilidades", disse o presidente.

O plano orçamentário marca uma mudança de tom da Casa Branca, que até agora colocava o déficit como uma questão secundária e destacava a necessidade de superar a crise com medidas de estímulo econômico.

A proposta, que ainda precisa ser aprovada pelo Congresso para entrar em vigor, contempla o congelamento de aproximadamente 17% das verbas públicas.

Isentos dos cortes estarão apenas a despesa em defesa e programas de saúde públicos para os pobres e os idosos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host