UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/02/2010 - 21h24

Brasil avança em tomada de medidas contra EUA em conflito comercial

EFE
São Paulo, 9 fev (EFE).- O Governo federal elaborou uma lista prévia de produtos cuja importação poderá ser submetida a maiores impostos, num novo passo na anunciada tomada de medidas contra os Estados Unidos em relação ao subsídios ao algodão, informou uma fonte oficial.

A relação definitiva de produtos só será divulgada em março, mas a primeira reunião do ano dos ministros integrantes da Câmara de Comércio Exterior (Camex) serviu para que anunciassem a redução da lista inicial de 222 artigos.

A secretária executiva da Camex, Lytha Spíndola, explicou aos jornalistas que, após a definição sobre quais produtos poderão ser submetidos a um aumento no imposto de importações, estes poderão representar US$ 560 milhões.

"Mantivemos a preocupação de não incluir bens de capital ou insumos para a indústria com o objetivo de não prejudicar o setor produtivo nacional", acrescentou Spíndola.

Em 31 de agosto, a Organização Mundial do Comércio (OMC) autorizou o Brasil a aplicar sanções contra os EUA, o segundo maior parceiro comercial do país, em resposta à rejeição americana a eliminar seus subsídios sobre o algodão.

O Brasil pedia uma indenização de US$ 2,5 bilhões, enquanto os EUA defendiam que o dano tinha sido muito menor.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host