UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/02/2010 - 15h54

Lucro do Itaú-Unibanco cresce 0,6% em 2009

EFE
Rio de Janeiro, 9 fev (EFE).- O Itaú-Unibanco, maior banco privado da América Latina, registrou no ano passado um lucro líquido de R$ 10,066 bilhões, o que representa crescimento de 0,6% em relação a 2008, segundo o balanço financeiro divulgado hoje.

A comparação foi feita entre os lucros consolidados e ajustados obtidos pelo conglomerado no ano passado e os lucros somados do Itaú e do Unibanco em 2008 antes da fusão.

O lucro do Itaú-Unibanco foi muito superior ao de seus principais concorrentes privados no Brasil: o Bradesco, que ganhou R$ 8 bilhões no ano passado, e o Santander Brasil, cujo lucro foi de R$ 5,508 bilhões.

De acordo com o balanço que o Itaú-Unibanco enviou hoje a seus acionistas, apesar do lucro, a rentabilidade sobre seu patrimônio líquido caiu de 23,4% em 2008 para 21,4% em 2009.

O patrimônio líquido da instituição cresceu 16,1% no ano passado, para R$ 50,7 bilhões em dezembro de 2009.

Apesar disso, os ativos totais encolheram 4,5%, para R$ 608,3 bilhões, valor que ainda o confirma como o maior banco privado da América Latina.

A carteira de crédito do Itaú-Unibanco cresceu 2,4% no ano passado, chegando a R$ 278,4 bilhões.

De acordo com o banco, as taxas de inadimplência que tanto preocuparam nos primeiros meses do ano registraram uma tendência de baixa no último trimestre, o que indica a superação do "ciclo de crédito adverso que começou no segundo semestre de 2008" como consequência da crise econômica global.

Essa melhora se refletiu principalmente nos resultados do banco no último trimestre do ano passado.

O lucro líquido da instituição no último trimestre ficou em R$ 3,21 bilhões, com um crescimento de 71,6% frente ao mesmo período de 2008.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host